Estudante agradece a Dilma por ajudá-la a conquistar sonho de virar médica

Brasília - DF, 04/08/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de celebração de 2 anos do Programa Mais Médicos.  Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.

Brasília – DF, 04/08/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de celebração de 2 anos do Programa Mais Médicos. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) fez questão de destacar nesta terça-feira (4), em Plenário, o depoimento dado pela estudante de Medicina Ana Luiza Silva de Lima, durante a solenidade de comemoração de dois anos do Programa Mais Médicos. Ana Luiza foi uma das beneficiadas do programa do governo federal de expansão dos cursos de Medicina pelo interior do país.

Bastante emocionada, Fátima lembrou que as palavras de Ana Luiza sintetizam a gratidão de milhares de jovens do interior do país que, como ela, estão tendo a oportunidade de realizar seu sonho de se tornar doutores e ajudar a dar mais esperança à vida de brasileiros e brasileiras que até há algum tempo não viam outro futuro a sua frente, que não o de repetir a dura vida de seus pais, de trabalhar de sol a sol, para tirar seu sustento da terra, em condições muitas vezes degradantes e sem nenhum tipo de assistência.

Em seu discurso, Ana Luiza agradeceu a presidente Dilma pela oportunidade de realizar seu grande sonho: “Cara Presidenta Dilma, neste momento me vem à memória seu primeiro discurso quando foi eleita como a primeira mulher na Presidência da República do Brasil. Naquela ocasião, a senhora falou aos pais e mães de todo o Brasil para que olhassem nos olhos de suas filhas e lhes dissessem que elas também podiam ocupar o cargo mais importante do Brasil. Pois, agora, eu lhe peço permissão para reconstruir sua afirmação, dizendo que, no Brasil de hoje, a neta de um agricultor do sertão do Nordeste ou de qualquer região do interior do Brasil já pode também sonhar em ser doutora. Em meu nome, de meus colegas e de tantos que estão tendo acesso à Universidade eu lhe agradeço por contribuir para transformar as nossas realidades de vida”.

A estudante, que cursa o segundo ano de Medicina na Escola Multicampi de Ciências Médicas do Rio Grande do Norte da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), tirou lágrimas dos olhos da presidente Dilma, da senadora Fátima Bezerra e dos demais convidados ao relembrar as palavras de um ex-professor: “Como disse um querido professor, coragem é o que menos falta a uma nordestina, a um seridoense. Quem conhece de onde venho, sabe que somos de uma região onde o queijo é marcado à ferro e fogo, a carne é de sol, e as cercas são de pedra. É certo que os desafios não cessarão, e que temos muito pela frente. O movimento estudantil está atento e comprometido com a formação médica e com o desenvolvimento da saúde no país”. 

Fátima, que também vem de uma família de origem humilde, lembrou que exemplos como o de Ana Luiza deixam-na gratificada por saber que seu trabalho como política está contribuindo para mudar a vida das pessoas.

A senadora se empenhou pessoalmente, juntamente com os reitores das Universidades Federal do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal Rural do Semiárido, para garantir que o Rio Grande do Norte fosse beneficiado na primeira etapa de expansão dos cursos de Medicina pelo interior do país. Hoje, a Escola Multicampi de Ciências Médicas do Rio Grande do Norte, da UFRN, já possui cursos em Caicó, Currais Novos e Santa Cruz, e a Ufersa já implantou cursos em Mossoró e Assu.

hotmail

III Semana Jurídica da UFRN discute o poder judiciário‏

III Semana Juridica_03Ago15_Cicero Oliveira BR02Aberta na noite dessa segunda-feira, 3, no espaço Olimpo Recepções, pela reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a III Semana Jurídica da UFRN. Abordando o tema “O poder judiciário: a proposta da Constituição de 1988 e a realidade”, o evento foi prestigiado por profissionais renomados da área, procuradores do Ministério Público, representantes da OAB e da Associação Norte-rio-grandense de Advogados Trabalhistas, professores do Curso de Direito de várias instituições de ensino, e mobilizou grande quantidade de estudantes do Direito.

“A realização de um evento que discute o poder judiciário aproxima o futuro egresso de Direito da realidade que vai enfrentar, dentro de muito pouco tempo, no dia a dia de sua profissão”, observou a coordenadora do evento ao saudar os participantes.

“Essa III Semana Jurídica reflete uma universidade pública, pois a plenitude do seu objetivo só será alcançado ao socializar o conhecimento produzido”, colocou a reitora Ângela Maria Paiva Cruz, na abertura. “Corresponde ao propósito maior da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, procurando interagir cada vez mais com a sociedade norte-rio-grandense, divulgando conhecimento e exercendo seu papel de promotora de ações que conduzam a uma sociedade mais democrática, mais justa e mais solidária”, ressaltou a reitora.

III Semana Jurídica

Realizada anualmente, a Semana Jurídica da UFRN é uma das atividades de extensão do Departamento de Direito Privado do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (DDP/CCSA). Segundo a comissão organizadora, o evento debate durante cinco dias um tema atual de relevância jurídica, com a participação de juristas experientes e de expressão no âmbito local e nacional. Trata-se de uma oportunidade em que traremos para dentro dos muros da Universidade a vida real dos atores do Direito, disse a coordenadora do Curso de Direito Privado, Professora Anna Emanuella, na sessão de abertura

Programação

Segunda-feira (03/08): Luiz Alberto Gurgel de Faria e Bento Herculano Duarte Neto
Terça-feira (04/08): Rodrigo da Cunha Lima Freire e Marcus Aurélio de Freitas Barros
Quarta-feira (05/08): Eros Roberto Grau e Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira
Quinta-feira (06/08): Sérgio Torres Teixeira e Luciano Athayde Chaves
Sexta-feira (07/08): Cezar Roberto Bitencourt Mário Azevedo Jambo

Local: Olimpo Recepções, situado à avenida Omar O’Grady, 7645, Candelária.
Horário: das 19h às 22h.

10649898_352912518208678_6848091715337960434_n1