4 redes sociais para alavancar o seu negócio

Atualmente, existem por volta de quatro bilhões de usuários ativos na internet. Desse número, cerca de três bilhões utilizam as redes sociais diariamente. Só com esses dados já fica fácil entender o motivo pelo qual elas são excelentes para os negócios!

Mas afinal, você sabe qual é a mais indicada para o seu nicho? Bem, a descoberta da melhor plataforma costuma ser feita por meio de um estudo de mercado, identificando fatores como hábitos de consumo do público-alvo e atuação da concorrência.

No entanto, existem algumas redes sociais que se destacam devido às suas características e benefícios! A seguir, confira quatro plataformas que costumam trazer ótimos resultados para pequenos, médios e grandes negócios.

Facebook

É impossível falar sobre redes sociais e não citar sobre a importância do Facebook. No topo da lista de plataformas mais utilizadas do mundo, ela é ideal para promover uma marca, captar clientes e até mesmo fechar negócios.

Por exemplo, se você é dono de uma empresa de suporte para monitor de mesa consegue divulgar e vender o seu produto sem precisar sair do app. Além disso, o Face, como é apelidado pelos usuários, conta com algoritmos muito inteligentes.

Em outras palavras, ele pode mostrar a sua página para uma audiência estratégica, que já interagiu com as suas publicações ou até mesmo que possui gostos ou necessidades semelhantes. Dessa maneira, você consegue alcançar o seu público-alvo.

Instagram

Na atualidade, o Instagram é a rede social mais versátil! Diferente de quase todas as outras plataformas, ele tem um maior apelo visual, fazendo com que todas as publicações no feed tenham que estar acompanhadas de imagens e/ou vídeos.

Porém, esse não é o maior diferencial do Insta! Resumidamente, ele assegura uma área chamada “Stories”, que permite a publicação de conteúdos instantâneos, que ficam disponíveis por 24 horas. Não só isso, ele ainda permite a criação de:

  • Lives;
  • Quizzes;
  • Enquetes;
  • Contagens;
  • Entre outros.

LinkedIn

O dono de uma empresa de demolição controlada pode – e deve! – estar presente em redes sociais convencionais, como o Facebook e o Instagram, mas elas não são tão efetivas para fechar esse tipo de contrato.

Por esse motivo, ele precisa criar uma conta no LinkedIn, a maior e mais famosa rede social profissional do mundo. Lá, ele irá conseguir divulgar a sua marca e serviços, gerando mais confiança para que deseja contratá-lo.

Além de ser excelente para divulgar os seus trabalhos, a plataforma ainda assegura a oportunidade de fazer networking com profissionais do ramo. Com isso, ela se tornou uma das queridinhas dos profissionais de comunicação social.

Sabendo disso, você consegue até mesmo utilizar a plataforma para conseguir mais dicas sobre como alavancar o seu negócio com as redes sociais, visto que é possível encontrar muitos profissionais especializados no assunto.

WhatsApp

Sim, o WhatsApp é uma rede social. Não, ele não é como as plataformas convencionais! Normalmente, o mundo dos negócios utiliza as redes sociais para disponibilizar conteúdos públicos, que podem ser acessados por qualquer pessoa a qualquer momento. Por outro lado, o Wpp não tem esse objetivo.

Por ser uma rede social de troca de mensagens, ele é ótimo para facilitar a comunicação privada do cliente com a empresa, ou seja, se você deseja comprar desengraxante biodegradável, mas ainda tem dúvidas, falar com a empresa pela plataforma pode te ajudar.

Em outras palavras, o WhatsApp costuma ser utilizado para tirar dúvidas, fazer pedidos, solicitar serviços, entre outras coisas, desde que envolva algo específico entre a pessoa que precisa do suporte e a companhia que a oferece.

Não só isso, ele também pode ser utilizado para criar listas de transmissão, que permite enviar uma mesma mensagem para vários contatos sem precisar selecionar um por um. Nelas, você pode compartilhar novidades, promoções, descontos, etc.

Gostou do nosso post com 4 redes sociais para alavancar o seu negócio? Então compartilhe com os colegas e deixe o seu comentário!

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Larissa Rhouse,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ Marketing para indústria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *